E-Civil: Descomplicando a engenharia
Você está em: E-Civil » Artigos Técnicos

A gestão de projetos para o setor da construção civil no Brasil

* Afonso Carlos Barbosa Junior

O presente trabalho mostra a deficiência do setor da construção civil no Brasil no entendimento da importância de uma boa gestão dos projetos a serem executados. Atualmente, com o crescimento e surgimento de novas empresas no setor de construção imobiliária, tornou-se de importância estratégica para as empresas que pretendem continuar no mercado e aproveitar de melhor maneira este fase de crescimento, uma ótima gestão de seus projetos.

Percebe-se que para uma mudança significativa neste sentido, a necessidade de mostra a todos os envolvidos no processo de produção, tal importância? Percebe-se também ainda, hoje em dia, que grande parte das empresas baseia suas obras nos conhecimentos dos seus próprios engenheiros, não utilizando índices e normas para melhor planejar e controlar os projetos. Em princípio não há nada de errado, porém, pode-se obter melhores resultados e mesurar de forma mais acertada uma possível variação nestes processos se ferramentas de gestão de projetos fossem implantados e seguidos fielmente.

Esta pesquisa tem como propósito mostrar a importância de se adotar as boas práticas na gestão de projetos da construção civil, no planejamento e controle da produção de uma obra tornando-a mais eficiente e rentável.

Introdução

O setor da construção civil no Brasil vem sofrendo crescimentos consideráveis chegando a atingir por volta 5% do PIB brasileiro, devido à grande demanda nos últimos anos para este mercado. Com a concorrência cada vez mais equilibrada entre grandes e pequenos empreendedores, o setor estratégico destas empresas passou a dar uma maior importância para as técnicas de planejamento, controle da produção e também a qualidade dos bens e serviços oferecidos.

"As atuações na área de controle da produção vem exigindo mudanças estruturais e de comportamento, tanto nos processos de produção como nos procedimentos administrativos e gerenciais, como modo de alcançar soluções para modernizar processos, melhorar a qualidade e reduzir o preço os produtos" (ASSUMPÇÃO, 1996; TRIGUNARSYAH e ABIDIN, 1997).

Tornou-se, então, imprescindível o gerenciamento total dos recursos empregados em uma obra, seja ela grande ou pequena, visando aperfeiçoar todos os processos.

"Neste contexto, o setor da construção civil tem procurado adaptar conceitos, métodos e técnicas desenvolvidas para ambientes de produção industrial que, em geral são implementados através de procedimentos administrativos, como também de sistemas de planejamento e controle da produção. Entretanto estes sistemas desenvolvidos para o ambiente industrial nem sempre conseguem adaptar-se às situações que ocorrem na construção civil, fazendo com que se acabem gerando sistemas inadequados e de baixa ineficiência" (ASSUMPÇÃO, 1996).

Porém o que mostram as bibliografias e dados referentes a este assunto, é que os profissionais nos níveis táticos e operacionais destas empresas não possuem a mesma visão e, portanto, não dão a mesma importância ao assunto. A intenção é propor para os profissionais da gestão da construção civil uma solução que atenderá as expectativas na concepção do projeto e na execução da obra em diversos aspectos, tais como: Viabilidade técnica do projeto; Gerencia do projeto, Analise de investimento; Planejamento das atividades e etc, tornando a obra um negócio rentável e promissor.

Objetivos

O objetivo desta pesquisa será adotar as ferramentas da gestão de projetos, no gerenciamento de projetos de empresas de construção civil no Brasil buscando um melhor aproveitamento dos recursos básicos da obra e também entender os fatores que levam as obras civis serem tão passiveis de atraso e conflitos no projeto. A motivação para tal pesquisa baseia-se na admiração pelo assunto e por ser ele relativamente novo no setor da construção civil. Com a atenção voltada para o lado social, este setor da economia brasileira é um dos maiores geradores de emprego no país, portanto merece ser estudado e pesquisado visando melhor eficiência para tornar pequenas, médias e grandes empresas mais saudáveis e centradas em seu negócio.

Justificativa

Apesar de pouca experiência sobre o setor de construção civil, nota-se que há uma falta de preparo e informação dos profissionais envolvidos na gestão de projetos. Daí a necessidade de se desenvolver um trabalho que venha agregar valor aos profissionais do setor, o que fará diferença para as empresas.

"Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência lógica de eventos, com inicio, meio e fim que se destina a atingir um objetivo claro e definido, sendo conduzido por pessoas dentro de parâmetros pré-definidos de tempo custos, recursos envolvidos e qualidade." (VARGAS, RICARDO VIANA, 2005, PLANO DE PROJETO – PMBOK)

Esta pesquisa se faz necessária para valorizar e nivelar as informações entre os engenheiros e mestre de obras que normalmente sentem dificuldades em transmitir para seus subordinados o que deve ser feito a longo e curto prazos, principalmente quando estas ordem de serviços são realizadas verbalmente.

"A segundo nível de planejamento, o engenheiro da obra, de posse de um cronograma macro, informa verbalmente a seus encarregados o que deve ser feito em um determinado período de tempo, que normalmente baseia-se em semanas." (BERNARDES, MAURICIO MOREIRA, 2003, PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO PARA EMPRESAS DE CONSTRUÇÃP CIVIL)

Com a padronização e planejamento mais afinados para as empresas é possível melhorar e tornar mais profissional esta prática com procedimentos simples, mas, que exigirá dos envolvidos uma postura centrada e fiel a estes procedimentos. Percebe-se que com estes procedimentos talvez seja possível atingir um nível melhor na gestão projetos para empresas de construção civil. Segundo VARGAS, RICARDO VIANA, 2005 dentre os principais benefícios em gerenciar um projeto destaca-se:

  • Evitar surpresas durante a execução;
  • Desenvolver diferenciais competitivos;
  • Antecipar situações desfavoráveis;
  • Agilizar as decisões;
  • Aumentar o controle gerencial, etc.

Metodologia

Neste trabalho foi utilizado o método de pesquisa bibliográfica, onde se destaca como fonte de pesquisa a biblioteca faculdade Pitágoras, internet. Porém para a monografia há a necessidade de montar um questionário para realização de uma pesquisa de campo, onde será focado como as empresas da região realizam a gestão de projetos de seus empreendimentos. Para tal pesquisa o objetivo e entrevistarmos, se possível, uma empresa de grande porte e outra de pequeno porte, ou até mesmo familiar, para podermos mensurar o quanto uma boa gestão interfere nos planos da empresa e sua visão de organização do projeto.

Bibliografia

  • Planejamento e Controle da Produção para Empresas de Construção Civil: Mauricio Moreira e Silva Bernardes
  • Manual Prático do Plano de Projeto Utilizando o PMBOK guide: Ricardo Viana Vargas
Afonso Carlos Barbosa Junior - Março de 2009
Trabalho apresentado como exigência parcial, da matéria TPQ-1 de forma
avaliativa do 7º período do curso de Engenharia de Produção Faculdade Pitágoras – MG

Comentários

gestãode projetos para construção civil do Brasil
um projeto tanto na construção civil como em outra area requer um planejamento antecipado de que maneira e eficiência vamos executá-lo , a fim de que tenhamos um bom êxito nesse projeto. o gerenciador da obra deverá pré definir o tempo, custo, recursos envolvidos, qualidade do serviço e m ão de obra. o gereniciador deverá antecipar situações desfavoravéis, ser ágil em suas decisões, e em cada etapa da obra supervisionar(através dos seu assistente) de maneira tal que se houver algum detalhe a ser corrigido, que se corrija de imediato , então sendo corrijido passar para nova etapa da obra, observando também o tempo que foi planejado para cada etapa da obra.

Comentado por celia santiago em 2011-07-21 22:56:29

Deixe o seu comentário!


(não será publicado)



Pesquisar
Últimas do Fórum
Livros recomendados